img - Akitas – Passeio, Ronda ou Caçada.

Akitas – Passeio, Ronda ou Caçada.


Akitas – Passeio, Ronda ou Caçada?...

É, eu sei... eu também estava com saudade de escrever pra vocês... Agradeço publicamente todas as lindas mensagens que

recebi neste tempo...

Retomo então, com um assunto que me tem chegado constantemente: “Como devo passear com meu Akita?”. O que fazer? O que esperar? Como proceder?...Onde levar?..

De fato, fazer a leitura correta dos sinais emitidos pelo cão nos passeios é de grande valia, pois a compreensão destes sinais, nos permite proporcionar conforto ao cão, e a nós - seus donos...

Sim sim... para os Akitas, sair para passear significa “fazer a ronda” ou “caçada”. Alias, era isso que ele fazia com o Samurai, rondava as terras tomando conta pra que não houvessem invasões e caso houvese, atacava. Já em tempos “pós-samurai” acompanhavam seus donos - então caçadores- na caça.

Embora hoje, não exerçam mais estas funções, trazem com eles, impresso no "instinto quântico” o mesmo traço de comportamento.

É claro que a idade , assim como o sexo do cão, vão interferir grandemente nessa nossa leitura, afinal, não se pode esperar um comportamento semelhante entre: filhotes e adultos; machos e fêmeas.

Em se tratando de Akitas, a ótica apresenta possibilidades mais vasta e rica pelas variações no padrão. A parte desta variação que farei referência , e verão então o universo de possibilidades que se abre a partir delas.

Então, imaginemos a cena:

Um lindo dia de sol e um Akita passeando no parque com seu dono:

-Filhotes machos e fêmeas – entre 5 e 6 meses +-: nesta idade o passeio para o filhote representa a possibilidade exploração do mundo como um todo, então podem se apresentar mais afoitos, farejar tudo - o terreno, as pessoas, os outros cães, outros animais, as crianças - vão querer comer tudo, mastigar gravetos pequenas pedras, petiscos que estiverem no chão é preciso muita atenção a este ítem... Quando se cansarem vão simplesmente se deitar por um longo tempo ao melhor estilo “ daqui não saiu, daqui ninguém me tira” rsrs.. Muitas vezes os filhotes são carregados pelo dono para voltarem pra casa...rs...

-Pré-adolescentes: +8 a 12- : Nesta idade jé encara o passeio como “ronda” ou “caçada” e a forma como vão interagir com o território, as pessoas e os animais, já é bastante diferenciada.

a) Machos: Alguns estarão ansiosos pelo passeio, outros mais seguros de si. Vão farejar o terreno muito atentos e interessados – muito embora alguns estejam mais dispersos com o volume de informações. Caçadores que são, ao observar a presença de outros animais, muito possivelmente tenha o ímpeto de tentar alcança-los em ataque. Marcar o território com a urina é fato. Fazem isso para mostrar claramente aos outros cães que o território está marcado por ele. Já nesta idade, poderão apresentar intolerância com as pessoas estranhas

Quando o passeio ocorre em locais que não existem muitas pessoas, cães ou animais é comum que o Akita em determinado momento, se volte para o dono, querendo brincar com ele. Afinal pra que sair pra uma “caçada” se não vamos brincar? Ele poderá do nada correr em direção ao dono, e subir no dono... mordiscando o braço ou alguma parte do corpo. Identificar quando é ou não brincadeira pode não ser tarefa das mais fáceis. Mas em geral nestas cisrcunstãncias o cão está apenas brincando.

b) Fêmeas: diferença é o foco que a fêmea dá para o passeio. Muito embora interesse a ela tudo o que interessa ao macho, a maior preocupação da fêmea é como bem estar do dono durante o passeio. Ela vai marcar o território também, porém apenas em determinados locais, bem pontuais. Ela vai fazer o rastreamento do local mais a distância, e sua atenção embora em estado de “caça” vai ficar o tempo todo com o dono, para cuidar dele neste território hostil fora de casa. Ela vai ficar mais voltada ao dono.

- Adolescentes 12 a 24meses +-: Nesta idade machos e fêmeas já demosntram suas individualidades bem marcadas. Observamos isso quando passeamos com casais de cães.

a) A fêmea fica sempre mais próxima da pessoa que a conduz ou então do grupo de pessoas quando mais familiares estão participando do passeio. Ela fica sempre mais próxima da pessoa que considera mais fragilizada no momento. Pode ser o bebê, e ela fica ao lado do carrinho, pode ser uma gestante - e ela fica grudada na futura mamãe- pode ser uma pessoa idosa..e assim por diante...

As vezes a fêmea fica ansiosa quando existem duas ou três crianças na família e ela quer ficar com todas as crianças ao mesmo tempo.. Imagine só a preocupação da fêmea quando uma das crianças corre na frente e a outra para atrás ..rs... Neste caso a fêmea pode apresentar ume estado de ansiedade durante o passeio que normalmente não é compreendido pelas pessoas. Essa fêmea pode tentar segurar as crianças pela roupa, tentar de alguma forma manter as crianças perto como faria se fosse um filhote dela. ...

b) O macho se posiciona frente ao condutor ou ao grupo de pessoas da família... e tem sua atenção distribuída de igual forma para todos. O macho se preocupa mais com o entorno, os perigos do território, enquanto a fêmea com os componentes da família.

Porém se estiverem sozinhos, é bem possível que o Akita assuma a função dupla de cuidados tanto para o entorno quando para os componentes da família.

Apresentam andar mais afoito nesta idade...

-Adultos: Quando adultos, passeiam calmamente. Mantém as características individuais de machos e fêmeas – machos cuidam do todo e fêmeas da família . São absolutamente seguros de si. Intimidam outros cães com o olhar. Reconhecem os campos energéticos do local e das pessoas... Não interage com estranhos, no passeio e intimida outros cães apenas com o olhar... “ vou te pegar”... Dificilmente late em um passeio e se o fizer, é ou aviso ao estranho de que está invadindo seu espaço ou para avisar o dono ou a família da invasão.

Observemos, porém que a cena proposta se passa em “um lindo dia de sol”, entretanto sabemos que os Akitas são sensíveis as intempéries da natureza e se tornam protetores ao extremos nessas ocasiões... Então repentinamente o comportamento do cão pode mudar caso nesse mesmo dia, caso ele perceba o início da formação de uma tempestade por exemplo... Muito provavelmente “se” ele perceber que a tempestade vai trazer consigo relâmpagos e trovões... poderá entrar em estado de ansiedade, na intenção de querer voltar para casa, levando todos de volta o mais rapidamente possível. Pode ser que ele fique inquieto e intolerante, pois percebeu algo que não percebemos.

Ler os sinais dos Akitas, não é tarefa das mais simples, pois requer saber o que exatamente observar a fim de identificar o que o cão está querendo nos comunicar.

Avisar que ele poderá morder, pode evitar muitas surpresas. Saiba que seu Akita vai agradecer reiteradamente o fato de você não deixar que estranhos toquem nele, acredite!

Com a riqueza de detalhes, a cada passeio com nossos Akitas temos a oportunidade de registrar lindas e inusitadas histórias...rs

E você? Tem alguma história pra contar? Escreva e conte pra gente. É sempre muito bom saber mais sobre esses “Maravilhosos Akitas”..

Saudações akiteiras...

Soraya* e Ulisses Guedes
Criadores e Juízes CBKC – FCI
30 anos de Criação e Estudo Aprofundado da Raça Akita
 Morada dos Ursos- Site e Blog Temperamento-Comportamental Akita
www.moradadosursos.com.br   e  www.codigoakita.com.br

* - Terapeuta Comportamental Canina especializada em Akitas
   - Consultora e Pesquisadora Comportamentalista de Cães Akitas desde 1987
   - Juíza Especializada na Raça Akita – CBKC/FCI 1993 a 2013


Obs.: compartilhe, publique, replique mas não altere o texto- publique na íntegra- lembre-se dos créditos.
#moradadosursos #‎codigoakita‬ ‪#‎akita‬ ‪#‎akitainu.‬‬‬